ContraBaixo – Guia Completo

ContraBaixo

 

O Que é Notas abafadas no Contrabaixo

 

Apesar de ser obvio, as notas abafadas em um contrabaixo consiste simplesmente em abafar o som das notas para que tenhamos um som que seja mais percussivo. Com intuito de dar bem mais musicalidade aos grooves e também nos ritmos criados.

Note que para você abafar corretamente as cordas. Na sua mão esquerda (a que faz as notas) você vai precisar colocar os seus dedos em mais de um ponto na corda do baixo. A fim de evitar os mais harmônicos, outra técnica muito boa. Já na sua mão direita (a que faz o ritmo) terá de ter um pouco mais de pegada para se obter um bom som preciso e musical.

 

Ritmos para um contrabaixo

Mistura de Ritmos

 

O contrabaixo nada mais é que um instrumento que vai fazer a condução rítmica e harmônica de uma música, ou seja ele é um instrumento totalmente rítmico e harmônico. E é ele quem vai fazer a ligação entre a harmonia de um piano ou também de um violão por exemplo com a percussão ou com uma bateria.

 

Os Primeiros Contrabaixos

 

Os registros organográficos nos mostram que a música executada há séculos atrás era muito simples. Em vários materiais escritos, para você ter uma idéia, as partes se limitavam em apenas 2 ou 3. Em virtude dessa restrição, o número das notas que era utilizado naquela época era relativamente muito pequeno, o que ocasionava um registro de várias notas disponíveis. Mas, bastante reduzido.

 

Por volta do século XV, as partes que formam a música exatamente naquele período aumentaram para 4 vezes. Mais ou menos em 1450, passou-se a usar esse registro de baixo, que naquela época foi considerado uma ótima inovação para a época. A falta deles era bastante reclamada por vários compositores, várias pessoas achavam que sua música soava com timbres agudos ou médios, necessitando portanto, de mais registros graves. Desde então, surgiu a necessidade da invenção de alguns instrumentos na qual pudessem atingir essa tessitura.

 

A primeira solução para esse problema foi construir instrumentos que sejam maiores, baseados na estrutura que é utilizada normalmente, tomando o devido cuidado de não efetuar algumas mudanças estruturais que viessem a prejudicar a obtenção de novos graves.

Um dos principais celeiros de todo o mundo na construção destes 1º instrumentos foi a Itália. Naquele país, as violas tinham apenas três tamanhos: a tenor, gamba aguda e a baixa. Nesse período então surgiu o violine, que também pode ser considerado como um dos parentes mais próximo do moderno contrabaixo acústico que é utilizado nas orquestras.

 

Conheça a História do ContraBaixo

contra baixo

 

Sua história tem inicio na Idade Média. Mas, precisamente no período após o Cisma Greco-Oriental, no qual houve o famoso desdobramento do grupo das famosas primitivas violas em “violas de braço” e também “violas de pernas”. De fato, o instrumento que surgiu no século XV, como fruto dessa evolução de outros instrumentos que são mais antigos e da necessidade em reproduzir as partes que são mais graves da música de uma forma bem mais nítida e perceptível.

 

O contrabaixo é o instrumento mais grave de cordas. Essa característica o torna uma peça extremamente fundamental em qualquer orquestra, uma vez que o mesmo produz um “preenchimento” musical bastante importante e também peculiar, servindo como um “alicerce musical”. O contrabaixo também é simplesmente um dos maiores e melhores instrumentos musicais.

 

Entretanto, até então o contrabaixo ainda não havia se popularizado. Para você ter uma ideia, várias orquestras importantes, como a famosa J. S. Bach, por exemplo, não eram providas do mesmo. Tal fato se dava por quê em razão dessas características físicas do instrumento, o que tornava o seu transporte muito difícil, devido a ser extremamente pesado.

 

Mas, em 1951 o norte-americano Leo Fender resolveu esse problema, criando o fantástico baixo elétrico. Se o grande porte desse instrumento se dava devido a amplificação do som, Fender então resolveu colocar uma pastilha eletromagnética que é capaz de captar o mesmo. O uso desse baixo elétrico e suas diversas facilidades foram extremamente importantes para a popularização de vários estilos musicais como o blues e o jazz.

 

Voltar ao Inicio <<<

ContraBaixo – Guia Completo
5 (100%) 5 votes